#18 - Novos Bahianos - Ferro Na Boneca (1970)

Jul 21, 2013
#18 - Novos Bahianos - Ferro Na Boneca (1970)

LadoA

Apoteose e marco “Novos Baianos”: Amálgama. Cantam a própria personalidade. “Ferro na Boneca” e o sucesso nas rádios. França Teixeira e seu bordão. Onomatopéia. Lapada na Rachada? Mistura da contra-cultura, samba e futebol. Geraçao Hippie influenciou o Ferro na Boneca. A comunidade compartilhada. O famoso saco de dinheiro atrás da maçaneta. Guerrilha de Che Guevara. Os Novos Baianos viviam “Sitiados”. A pensão de D. Maritó. Moraes Moreira procura Tom Zé. Encontro com Luis Galvão, conterrâneo de João Gilberto.  Poema de Augusto de Campos. O abraço para Bia e Andrezão e a estória da família Trinchão. Baby Consuelo (Bernadete Dinorah). Férias em Salvador.  Show de 69, de Gil e Caetano, no caminho de Baby. Encontro com Pepeu. O bar em Salvador e a dupla Moraes-Galvão. La Bouche, o aparecimento de Paulinho Boca de Cantor. A origem do apelido: o cachorro King. As mães e as filhas de Moraes e Galvão. Buchinha e seu batizado tardio: Maria. A origem de “Acabou Chorare”. Bebel Gilberto.

LadoB

Prisão de Dilma Roussef. Copa do México e o tri-campeonato mundial. Eleição de Lourival Batista. Inauguração do Museu de Arte Contemporanea. Nascimento de Frank e Ronald de Boer. Chorão. Netinho de Paula. Café Filho. Jimmy Hendrix. Janis Joplin.  A influência Hendrixiana de Pepeu. Salomão e as adaptações na guitarra do Pepeu. Astor Piazolla e o elogio à felicidade do grupo Novos Baianos. O apartamento em Botafogo. Jogos de futebol dentro do apê. Baby dormindo no armário. O palco adaptado para João Gilberto. A voz de Baby. Moraes Moreira: quase desistiu de ser músico após ouvir João Gilberto. Acabou chorare melhor disco de MPB de todos os tempos. A Biblia serviu de fonte de seda para o fumo. Apocalipse era o preferido. Contratados para jogar futebol: bons jogadores? Jogaram contra jogadores profissionais. A origem do apelido Baby: “Caveira my friend”. V Festival de Musica Popular Brasileira. Origem do nome do Grupo. Gil, Caetano, Tom Zé, Leminski, Cazuza. O espelho retrovisor de Baby.


Comentários